Restos da era Nazista em Berlim

Já falamos antes em como Berlim transpira história em cada canto, com uma riqueza que costuma nos escapar quando estamos apenas passando, algumas construções de eras passadas, no entanto, são impossíveis de ignorar.

As mais imponentes certamente foram feitas no Terceiro Império Alemão, o Terceiro Reich, a notória dominação Nazista que regeu a Alemanha por 12 anos, entre 1933 ate 1945.

restos-era-nazista-berlim-1

A Segunda Guerra destruiu e transformou Berlim de forma permanente, pouco restou intacto, por isso temos apenas algumas construções dessa era em bom estado, mas todas demonstram bem as técnicas e intenções por trás de si.

O prédio da foto acima, por exemplo, é o antigo ministério da aviação, a Luftwaffe, que se encontra próximo do famoso Checkpoint Charlie. O prédio ficou praticamente intocado pelas bombas e tiros da batalha de Berlim e continua sendo importante ate hoje, atualmente abrigando o Ministério das Finanças.

Nele conseguimos perceber detalhes importantes da arquitetura Nazista: muito concreto, linhas retas e duras, toques neo-clássicos e alguns truques para deixa-lo mais imponente afim de transmitir uma imagem de poder para o partido. Um desses truques se mostra claramente: percebam que as janelas mais ao topo são menores que as de baixo. Isso busca dar a impressão de que o prédio é maior do que realmente é.

Para mais imagens recomendo assistir nosso vídeo sobre o assunto:

Essa imponência das construções faziam parte da ideologia e propaganda do partido tanto quanto qualquer cartaz ou discurso. Para alcançar além das fronteiras alemãs e tentar convencer o mundo da potência que o país teria se tornado, temos os exemplos das construções do Estádio Olímpico de Berlim e também da Messe Berlim, um centro de eventos para grandes feiras internacionais, ambos em funcionamento até hoje.

restos-era-nazista-berlim-3-estadio-olimpico-futebol Centro de Eventos Berlim Messe
Para ver mais a respeito do Estádio Olímpico de Berlim, inclusive a área interna, arredores e vestiários, assista nosso vídeo especial sobre o lugar:

(o texto continua abaixo)


Encontre a hospedagem ideal



Booking.com


Para receber esse novo volume de pessoas visitando Berlim, foi necessário expandir o aeroporto da cidade, que na época era o Tempelhof. Hoje uma enorme área de lazer, durante os anos do Reich ele foi expandido ao ponto de se tornar uma das construções do mundo, calculando pela área. O aeroporto era essencial para a grande visão geral que os Nazistas e o próprio Hitler tinham da cidade: transformá-la na maior cidade de todo o mundo, com o novo nome de Germania.

restos-era-nazista-berlim-5

Um dos arquitetos responsáveis por isso era Albert Speer, e sua influência existe em Berlim até hoje, inclusive em postes de luz encontrados próximos de Charlottenburger Tor.

restos-era-nazista-berlim-4

Longe do garbo, elegância e majestosidade planejadas para todas essas construções, existem outras construídas pela funcionalidade como reação aos tempos de guerra: os Bunkers. Erguidos rapidamente (sim, pois são em sua maioria acima da terra) através de trabalho forçado, eram a melhor forma de se proteger de ataques aéreos. Existem diversos pela cidade, alguns abandonados, outros convertidos em Museus. O nosso favorito é, além de um Bunker, uma torre que era utilizada para se defender de ataques aéreos, a Flaktürme.

Encontrada no bairro de Wedding, entre as estações Humboldthain e Gesundbrunnen, ela fica hoje em um grande parque e é extremamente simples de acessar o topo para aproveitar a linda vista do norte de Berlim.

restos-era-nazista-berlim-6 restos-era-nazista-berlim-7


Para mais Alemanizando:
YouTube: https://www.youtube.com/alemanizando
Facebook: https://www.facebook.com/alemanizando
Instagram: https://instagram.com/canalalemanizando/
Twitter: https://twitter.com/c_alemanizando

Compartilhe!

Comente!